POEMETO

Big

 

Sempre antes de traspassar, massageio a minha memória lembrando a primeira vez que a vi. Encantadora de perfil me deslumbrou. Formosa e perfeita. De longe, era impactado pela sua profundidade. Atritava-me por ela em palavras, atos e contrições. Mas, em um tempo, não bastou mais. Na conquista, soube os seus desejos. Fui à frente e entrei. Fui paciente, tenaz, cordial e companheiro. Aprendi datas de aniversário, nomes dos tios e chorei em filmes. Vou embrenhar-me nos seus montes. Pico. Fiz. Ela não sóbria, enfeitiçada pelo pedido de casamento. Uma, duas, três, e sucumbi abalroado por um sol brilhante. Mais: casa, carro, jóias e aquela estrelinha ali eu fui buscar. Perfuro, furo e possuo. A dela é minha.

 

Anúncios

Um comentário sobre “POEMETO

Por gentileza: comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s