BENILDE E ZÍNIA

 lagrima

O revolver na nuca fez a menstruação de Benilde descer.

Gritaram e ela orou.

Urraram e ela prometeu.

Queriam só dinheiro do banco.

O cofre foi ajustado para abrir dali uma hora, então eles levaram somente o dos caixas.

Silêncio.

Nenhum ferido.

O segurança chorou de perder o fôlego!

Depois da polícia ter pego os depoimentos de todos, o gerente deu o resto do dia de folga.

A Zinia emprestou calça mais folgada.

Benilde voltou para casa desconsolada.

Entrou, tomou banho e dormiu pesado, sem valeriana.

No final da tarde, já tinha cortado o cabelo, cancelado a matrícula na academia, rasgado o álbum de casamento, comprado três saias rodadas e encomendado muitos cravos amarelos, azaléias vermelhas e magnólias

Quando o marido chegou, ela anunciou que iriam se separar.

Ele não brigou.

Não reclamou e nem chorou.

Volney apenas pediu um mês para arrumar outro lugar.

Benilde concordou

Enquanto o ex marido tirava suas coisas do quarto, ela foi para a sua primeira aula corte e costura.

*****

No quarto assalto seguido ao banco, Zinia nem ligou. Liberou o seu caixa. Deu tudo e no final emprestou uma calça que ia dar para os pobres para a Benilde.

Na terceira vez que Benilde roubou um beijo seu, durante o intervalo do café, Zínia teve certeza que não era somente um agradecimento.

Depois da sexta vez que Benilde insistiu, Zínia concordou em ir ao cinema. Riram, conversaram, comeram pipoca e voltaram de mãos dadas. Benilde deu um beijo no rosto. Zínia esperava mais.

Somente depois da missa de sétimo dia de sua mãe, Zinia concordou que Benilde dormisse no seu apartamento. Preparou o sofá na sala e se trancou no quarto. Pela manhã encontrou Benilde dormindo no corredor.

Volney apareceu somente depois da segunda música. Sorriu, cantou e tirou a Benilde para dançar. Zínia sentiu uma pontinha de ciúmes que foi limada pelos braços do gerente de fundos futuros.

Quinta feira. Comeram do mesmo prato, beberem do mesmo copo e combinaram sair na sexta à noite para um jantar romântico.

A primeira certeza, quando acordou com as Benilde entre as suas coxas, foi que não haveria uma segunda vez.

*****

Benilde desce do ônibus pensando no deleite que são as coxas da Zínia.

Sorri para o pé.

Mais tarde irá ligar e dizer que esqueceu os brincos em algum lugar perto da penteadeira

— Ganhei da minha falecida madrinha!!

Prende o ar.

Retém no paladar o gosto de Zínia.

Relembra o terceiro beijo de despedida..

Sempre quis ser médica e foi bancária.

Sempre quis conhecer o mundo e casou para não ficar sozinha, por pura amizade.

Apressa o passo.

Quer atravessar antes do sinal abrir e não sente mais o peso do dia da constatação. Era o que é.

Sente a emoção do dia da declaração. Os olhos delas brilharam.

Sorrir para o primeiro êxtase do dia da revelação. Os olhos dele embaçaram.

Revê o alívio do dia da satisfação. Os seus olhos cintilaram.

O tempo se esgotou. Iria arrumar o novo velho apartamento sem o marido.

No meio da faixa e depois do segundo tiro, lembra que o celular não tinha mais créditos.

— Quem vai avisar a Zínia?

*****

Antes de ser atropelada por uma bicicleta, enquanto atravessara a rua, Zinia queria que algo remexesse com ela. Sentia saudades!

Depois de ser atropelada por uma bicicleta conduzida por um ciclista, enquanto atravessava a rua, na faixa de pedestre, Zinia teve certeza que encontrou o amor de sua vida.

Antes de ser desinternada do hospital que estava por ter sido atropelada por um belo ciclista muito mais novo, enquanto atravessava a rua, na faixa de pedestre, Zinia já sabia onde ele morava, o que fazia e que tinha ficado noivo da namorada de cinco anos.

Depois de feito dez sessões de fisioterapia, por ter sido abatida por um jovem ciclista, Rafael, enquanto atravessava a rua, na faixa de pedestre, Zinia já tinha ligado vinte e três vezes para ele, mandado trinta e quatro rosas vermelhas e deixado quarenta e cinco recados cifrados na sua página no facebook.

Antes de levar as duas facadas na bunda da noiva traída de Rafael, Zinia lamentou que ninguém do banco foi ao enterro da Benilde.

Anúncios

Por gentileza: comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s