15. Cuca Legal

GATO XADREZ

— Como termina a história?

— Era uma vez um gato xadrez! Quer conte outra vez? 

Seis da manhã.

Sozinha caminha.

Horda de sonados caminham para os pontos de ônibus.

Alguns com esperança e outros somente por que tem que ir.

 

Augusto Antunes, 34 anos, solteiro, já se namorou várias vezes, treze na última contagem.

— Sempre vejo esta senhora por aqui. Dizem que ficou assim depois que perdeu um filho por causa de uma bala perdida. Não… nunca falei com ela não.

— Como termina a história?

— Era uma vez um gato azul. Que o rabo só apontava para o sul!

Oito da manhã.

Sozinha navega.

Lojas abertas.

Rádio em alto volume 

Bianca Boaventura, vendedora, 25 anos, noiva.

— Nunca via ela antes!! Será que o governo não pode cuidar dela! Não podem deixar ela pelas ruas!! É um perigo!!

— Como termina a história?

— Era uma vez um gato branco. Que morria de medo até de tamanco!

Dez.

Sol quente quase senegalês!

Os da construção preparam as marmitas.

Os dos escritórios bebericam um café.

Conversam.

Sem pressa foi cada um pro seu lado. Pensando numa mulher ou no time

 

Carlos Carvalho, 49 anos, enfermeiro morava com a mãe até o mês passado. Ela fugiu com um padeiro vinte anos mais novo.

… ao contrário do que normalmente se pensa, os fatores psicológicos e sociais, muitas vezes, são consequência e não causa da depressão. Vale ressaltar que o estresse pode precipitar a depressão em pessoas com predisposição, que provavelmente é genética. Significa que aproximadamente uma em cada cinco pessoas no mundo apresenta o problema em algum momento da vida … não … minha mãe não mais me ligou.

— Como termina a história?

— Era uma vez um gato bronze. Só voltava para casa depois das onze.

Meio Dia

Restaurantes lotados.

Molecada das escolas saem gritando! Correm e atravessam as ruas sem olhar.

 

Denise Donatelli, 70 anos, viúva e adora dançar aos sábados. Tem um namorado de quase oitenta anos.

— Essa menina eu conheço desde mocinha. Não foi nada que falam. Foi somente curiosidade dela. Ela era muito fogosa! Tudo é castigo!

— Como termina a história?

— Era uma vez um gato caqui. Que quase sempre ficou por aqui!

Catorze horas.

Chove-que-deus-manda.

Água para limpar o pó e os pecados.

Avenida lotada de ônibus vazios.

 

Eduardo Estoril, 47 anos, ex-presidiário, preso por latrocínio, na cadeia viu a luz e tornou-se pastor presbiteriano.

— Tenha certeza: o pecado é o motivo de sua tristeza, e só Jesus pode lhe devolver a alegria verdadeira. É necessário que Ele o liberte desse mal, mate essa lepra e mude seu coração corrompido em um novo coração. Toda pessoa que pensa ser impossível que seus pecados lhe sejam perdoados, entra em desespero e com o seu desespero torna o seu estado pior do que era antes.

— Como termina a história?

— Era uma vez um gato de pano, que sumiu faz mais de um ano!

Dezesseis horas.

Dia esquisito.

Pernilongos picam e a vida azeda.

Hidráulico Oliveira, 54anos, contador mas que sempre teve o sonho de ser cantor de opera. Pena que a voz nunca ajudou

— Para mim ela é apenas a filha do Regimento ou do Barbeiro de Sevilha. Sim sou um palhaço por assim dizer, porém ela é tosca e nunca me terá como seu Otelo. 

— Como termina a história?

— Era uma vez um gato laranja. Que adorava uma canja

Dezoito horas

Manuelina Terebentina, 36anos, policial sem farda e muito maquiada.

— Peguei a preta na semana toda! Hoje é meu dia dedar sopa na tripa, aconchambrar e levar um parceiro para pegar uma felpa. Sobre o que você me perguntou?

— Como termina a história?

— Era uma vez um gato mostarda. Sempre queria morder a guarda.

Vinte horas

Mário Pereira, 18anos, estudante que adora cinema dos anos 50

— Muitos dizem da Juventude Transviada, porém para mim é só coisa de gente Malvada. Alguém sabe Onde Começa o Inferno? Hoje é o Crepúsculo dos Deuses !! Pra mim: Quanto Mais Quente Melhor!! Que mulher?? 

 

— Como termina a história?

— Era uma vez um gato preto. Que de noite, só miava no coreto!

Vinte e duas horas

Renata Furtado, 25anos, formada em Direito e sem a OAB que trabalha como promotora de vendas.

— Queridos, tudo isto é prosopopeia flácida para acalentar bovinos e me infla o volume da bolsa escrotal, mesmo não possuindo. Porém a vida é para deglutir o uma quantidade infinita de batráquio. Porém obterei a minha chance e irei aplicar a contravenção do Dr. João, deficiente físico de um dos membros superiores. Acredite e pode retirar o filhote de equino da perturbação pluviométrica.

— Como termina a história?

— Era uma vez um gato rosa. Que a mãe era muito medrosa!

Meia noite

Valdir Grosso, 36 anos, eletricista e manobrista.

— Land Rover? Ou Ferrari? Quanto será o cachê?

 — Como termina a história?

— Era uma vez um gato vermelho. Que tinha medo até do espelho! 

Duas da manhã

Vivelinda Cabrita, 47 anos, bancaria. Está bêbada

— Aquela me comeu gostoso. Comeu mesmo. Aqui … ali … outro dia … Gostei mesmo.

 — Como termina a história?

— Era uma vez um gato xadrez. Que ficou louco depois da viuvez!

Quatro horas da manhã

Voltaire de França, 58 anos, tradutor

— Aquela me comeu gostoso. Comeu mesmo. Aqui … ali … outro dia … Gostei mesmo.

 — Como termina a história?

— … E foram felizes para sempre!

Seis horas da manhã

Zélia Pinto com 69 anos, empresária

Adoro finais felizes!!

Anúncios

Um comentário sobre “15. Cuca Legal

Por gentileza: comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s