OYÁ IANSÃ

{Caçadora.

Esposa de Xangô.

Paixão de Ogun.

Adoração de Oxaguiam e a perdição de Logun Edé.

O fogo é o seu elemento

O mesmo das paixões, da alegria e do corpo.

Aquele fogo que purifica e que destrói.

Alguns e a chamam de vulgar

Para estes: lamento

Não são dignos de pena e nem de perdão.

Eeepa Oya!}

 iansa2

A esganadura fez engolir o riso. A zombaria foi sufocada pelo boné enfiado na boca. Ruivas são a kriptonita dos homens, como dizem na net! Mais velha, mais experiente, só e não mais morena. As loiras se divertem e as ruivas muito mais! Seus alunos estão gentis, anjos com aquelas carinhas de babões. As aluninhas descaradamente estão com inveja. Até, com o rubro perfil, recebeu milhares de propostas no site Par do Sonho. Largada pelo ingrato e mal-agradecido, agora cueca só na cadeira ou se for ligeiro: vem sem. Felicidade é a vida toda num só momento. Sua cadeia alimentar agora vai de maior de dezoito até quase trinta. Aos 50 anos, a mulher sabe cobrir as cinzas com fogo. Só aceitou o meninote depois que mandou uma foto nu. Uma enormidade o petiz! As promessas e juras desprezou. Plano seria pega-lo no shopping, levar para algum lugar, capotar sem perdão ou trégua, beijinho à granel e colocá-lo no primeiro ônibus de volta para a casa. Depois ir dormir: tinha que dar aulas cedo. Passou o dia se aquecendo. Antevendo: enxaguante bucal. Saboreando: hidratante. Deixando-se macia: lubrificante. Chegou antes e deixou o ar condicionado esfriando o carro, abrasando os pensamentos. Viu a presa aproximando: garboso, marrento, bombeta virada para trás, camiseta grudadona, calça branca e apertada como pediu. Mas cadê a mala? Ruivas não combinam com óculos, sabia? Mal ele entrou e ela foi beijando, pegando, revistando o seu sonho. Zíper fácil e preparou embocadura e nada? Cadê? Seilátia. Firma? Seilátomeiomaisoumenos. Apruma? Durmipouco. Rijo? Peraumpouco. Um tesão recolhido transmutou em gargalhadas de tirar o fôlego. Até estava pensando em dar uma segunda chance para o rapaz, mas zombaria foi sufocada pelo boné enfiado na boca. A esganadura fez engolir o riso.

Anúncios

Por gentileza: comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s